U.DREAM, um convite de agente de impacto

Recebi um convite muito especial da Associação U.DREAM - organização que capacita jovens para serem Líderes Sociais e do seu grupo de jovens estudantes universitários, finalistas do programa com o mesmo nome, que selecionaram uma problemática social que sonham impactar.


Vai-se lá saber como identificaram-me como um agente de impacto nesta mesma problemática e o desafio que tinham para mim era o de responder em vídeo há cerca de 10 questões!


gif


Quem é a U.DREAM?


De acordo com o Portugal Inovação Social a U-Dream iniciou como um "projeto de inovação social que promove o apoio a crianças em estado de saúde grave a partir de um acompanhamento especial por jovens universitários, cuja principal missão é a de combater a tristeza do seu dia-a-dia, gerando os maiores e mais sinceros Sorrisos do Mundo e concretizando sonhos.


A U-Dream está diariamente presente em várias instituições de saúde e em casas particulares com jovens universitários que, ao longo de três meses, acompanham as crianças em estado de saúde grave, culminando esse período com a realização do sonho pessoal da criança: tudo é possível, entre manobrar uma avioneta real, partilhar o palco com um ídolo musical ou pura e simplesmente, conseguir andar!

Após a realização do sonho, os jovens que acompanharam as crianças podem apadrinhá-las para sempre, perpetuando-se, deste modo, nas suas vidas. A U-Dream é hoje constituída por mais de 150 estudantes, tendo concretizado mais de 30 sonhos e colabora com cerca de 50 empresas do Porto e de Braga. O financiamento da Portugal Inovação Social atribuído ao projeto U.DREAM tem como objetivo desenvolver e expandir geograficamente o projeto".

Atualmente a U.DREAM é uma Associação sem fins lucrativos, de acordo com a Fundação Gulbenkian, com "um programa educativo que pretende educar os estudantes do ensino superior para o impacto social consciente, através de uma metodologia de: Impacto Pessoal, Impacto nas suas Relações e Impacto na Comunidade. Ao longo de quatro semestres letivos refletem, partilham e aprendem sobre 7 Valores UD e desenvolvem 6 projetos de impacto social com diferentes públicos-alvo. No final do programa, cada um dos estudantes desenvolve o seu próprio projeto de impacto, como payback".


Sobre o desafio:

Recebi várias questões, todas elas interessantes e desafiadoras, sendo que respondi a estas em particular:

  • Quais os 3 conselhos mais importantes que daria a alguém que está agora a começar a trabalhar ou desenvolver projetos relacionados com esta problemática social da educação, cultura e literacia?

  • Ser um líder social é algo que nasce connosco ou que vamos cultivando? De que forma conseguimos “plantar essa semente” desde pequenos e desenvolvê-la durante o resto da nossa vida?

  • Que estratégias poderiam ser implementadas nas escolas (ou fora delas) para incentivar os estudantes a lerem mais e desenvolver o gosto pela literatura?

  • Que mudanças gostaria de ver implementadas no sistema educativo português?

  • Como estruturaria um programa de educação não formal com foco na gestão emocional e no desenvolvimento de competências sociais? Quais seriam os pontos fundamentais?

  • Que pessoas e/ou projetos lhe dão inspiração para continuar a lutar e a combater esta problemática (tanto na área da educação, como cultura e literacia - na/nas que lhe fizer mais sentido aprofundar)?

Quais foram as minhas respostas? Essas não vão ficar no segredo dos deuses mas ficaram nos materiais internos de apoio e aprendizagem da escola online da U.DREAM. Obrigada pelo desafio e que venham mais! 😉







Alguma curiosidade extra? Podemos sempre conversar em info@joanafeliciano.com


Saudações digitais,

Joana Feliciano



0 comentário

Posts recentes

Ver tudo